1.1.15

NOSSA GRAVATÁ

GRAVATÁ PE
O município de Gravatá teve sua origem em uma fazenda, em 1808, pertencente a José Justino Carreiro de Miranda.
De clima muito agradável, com Brejos de Altitudes, e muita água situada às margens do Rio Ipojuca, o local servia como hospedagem para os viajantes que iam comercializar o açúcar e carne bovina, principais produto para a sobrevivência da época.
Esses produtos eram levados em embarcações do Recife até o interior.
Como a navegação pelo Rio Ipojuca era difícil, os comerciantes eram obrigados a fazer paradas estratégicas para evitar também que o gado perdesse peso.Uma dessas paradas ficou conhecida como Crauatá, pois era terra de boas pastagens.
A denominação Caruatá, que deriva de Karawatã , significa “mato que fura” em Tupi, e foi como o local ficou conhecido, por conta da predominância de uma planta do gênero da família das bromélias, também chamada Caraguatá, Caroatá, Caroá e Gravatá.

Foi no fim do século XVIII que José Justino Carreiro de Miranda tomou posse da Fazenda Gravatá que, por muito tempo, serviu de hospedagens para viajantes.
Como conseqüência natural, surgiram dois arruados, um em cada margem do rio.Em 1810, o proprietário da fazenda iniciou a construção de uma capela dedicada a Santa’Ana que, 12 anos depois, seria concluída por seu filho João Félix Justiniano.
Em seguida, as terras foram divididas em 100 lotes e vendidas aos moradores, dando início ao povoado Gravatá.
Em 1881, o povoado, que era um distrito de Bezerros, foi elevado a Vila pela lei 1500/1881 e sua capela transformada em Igreja Matriz.
Três anos depois, a Vila se transformaria cidade e comarca pela lei 1805/1884. Sua efetiva emancipação, porém, só veio após a Proclamação da República, pela Lei Orgânica dos Municípios, de 15 de março de 1893, quando a cidade adquiriu sua autonomia municipal e elegeu o seu primeiro prefeito, Antonio Avelino do Rego Barros.Por rodovia, o acesso à cidade era quase impossível, em função das condições topográficas: localizada na subida da Chapada da Borborema denominada Serra das Russas.
No final do século XIX, com a inauguração da Ferrovia Great Western Railways, ligando o Recife ao Sertão Pernambucano, a cidade tomou um considerável impulso e, aos poucos, foi definido sua vocação para o turismo, sobretudo com a construção da BR-232 em 1950 o que permitiu um melhor acesso, encurtando o tempo de viagem e vencendo o desafio da Serra das Russas.
Com áres de cidade europeia Gravatá fez fama como seu Clima frio e seus bons restaurantes, lugar de gente simpática e acolhedora Gravatá é hoje uma das muitas rotas da moda e da boa gastronomia.
Venha conhecer Gravatá e todas as suas belezas e não deixe de aproveitar para fazer suas compras no Pólo Moveleiro e na loja.

Gravatá Móveis

MAIS INFORMAÇÕES
Tim/Whatsapp: (81)9.9615-7226
Tim/Whatsapp: (81)9.9829-2532
Claro: (81)9.9205-6160
Claro: (81)9.9251-8949
Vivo: (81) 9.8226-2389

GRAVATÁ E SEUS ENCANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre em contato conosco!
Contatos: Tim WhatsApp:(81)9.96157226 / 9.9830-5088
Claro: (81)9.92056160 / 9.9251-8949
gravatamoveispe@gmail.com